Aldeia Natal

Aproveitando os últimos raios de sol do dia, lá fomos visitar a acolhedora Aldeia Natal na Cabeça, aqui em Seia. Tem havido concertos e outras animações, mas no dia 25, por ser o dia de natal e muita gente estar em casa com as famílias, o programa foi mais pacato. Mas havia uma grande fogueira na praça principal e tasquinhas abertas. Ficam algumas fotografias... (desculpem-me a qualidade....o carregador da outra máquina anda perdido e temos usado esta que, infelizmente, deixa muito a desejar).






Flora

O dia de Natal começou calmo e sereno, preguiçoso. Preparava-mo-nos para sair de casa, para almoçar em casa da minha mãe, e tudo se desmoronou num segundo... Uma das minhas irmãs ligou-me aflita para eu procurar na net veterinários abertos para urgências aqui nas redondezas... A nossa linda Flora tinha sido envenenada... Tentou-se de tudo... mas quando finalmente consegui que atendessem o telefone numa das clínicas a 15km e se preparavam para sair com ela... ela morreu. 
A linda Flora, a cadela que ria literalmente com todos os dentes, a líder da matilha, morreu, e deixou o nosso natal e a vida da minha mãe mais triste.
... e fica também o sentimento de impotência e de revolta com a maldade do ser humano...

Este mês

Este mês começou com viroses atrás de viroses, que duraram até agora. Tivemos cá em casa: varicelas, amigdalites, febres altas e escarlatinas. Mês de CASA, muito casa, só e apenas casa. Eu, e os miúdos. Só o pai escapou. Até a nossa cadela sofreu com um desenvolvimento de uma otite que lhe provocou um grande hematoma numa orelha e teve de fazer uma pequena cirurgia, de recuperação bastante morosa...
Lentamente, vamos deixando as viroses para trás, apesar de a varicela ainda não ter completamente deixado o Si em paz.
Por estas e por outras, está no topo da minha lista de pedidos ao menino jesus, e de ano novo... Haja SAÚDE! Que a saúde abunde cá por casa e em casa de todos próximos e não próximos. Que uma onda de limpeza e reforço de imunidade nos limpe as casas e os corpos.
Agora, pertinho do natal e a recuperar... Temos vontade de sair de casa e celebrar o Natal.

Membros da família voltaram ao ninho por estes dias, e, apesar de faltarem alguns, a "casa mãe" enche-se por dois ou três dias: A mãe, cinco dos 6 filhos e quatro dos 6 netos.
Está no programa desta semana visitar a Aldeia Natal - Cabeça. - Fica aqui ao lado (mais acima) e segundo relatos de quem já foi, está linda.




forças de cura, quero-vos

Ver filhotes doentes é coisa pesada... mas arranjamos força e paciência sabe-se lá onde, mesmo com poucas horas de sono e tenta-se ajudar, aliviar, mimar...

6a feira . pinterest love

Termino a semana com vista para uma serra branca de neve e vontade de estar - ainda mais - na montanha.

*pinterest love*
albúm |porch|

*pinterest love*
albúm |bedroom|

*pinterest love*
albúm |lovely kitchens|

*pinterest love*
albúm |windows|


*pinterest love*
albúm |beauty|

*pinterest love*
albúm |beauty|

2a feira


A entrar no inverno, devagarinho, pé ante pé, neste sopé da serra mais alta de Portugal continental. 
Nas ultimas duas semanas foram mais os dias em que fiquei em casa do que os dias em respirei ar lá de fora (que está especialmente mais quente do que dentro de casa). O mais pequeno apanhou uma virose no infantário, ficou bom, mas defesas foram abaixo, e agora está cheio de tosse, não dormiu nada a noite toda (nem eu, claro) e hoje deixei-o dormir até tarde para recuperar. Já demos um passeio na rua e o sol está quentinho. Os campos à volta estão verdes e brilhantes do orvalho, os gatos enroscam-se nas soleiras das portas. Tão bom!
Mas hoje era dia de trabalho e cá estamos os dois novamente em casa. Ao som do Louis Armstrong, enquanto o pequenote brinca com a pista da hot wheels e faz barulhos esquisitos como se os carros fossem todos voadores, eu aproveito para navegar um pouco e visitar alguns blogues preferidos, e - devo estar com vontadinha que chegue o natal porque já ando a pedir presentes ao pai natal - Dois belos giveaways me esperavam hoje! Se estiverem como eu, aproveitem, espreitem e tentem a sorte! Aqui e Aqui.

Uma mulher, que admiro imenso, e que promete criatividade, vontade, paixão em tudo o que se mete, é a Graça Paz que tem um novo projecto para quem tem filhos como eu e gosta (tenta) proporcionar-lhes mais do que apenas aquilo que aprendem na escola.

«Este ano tem sido um ano em que o viver a escola tem sido particularmente difícil. Aquilo que sinto, apesar do respeito que nutro pelos professores, é que o projecto escola da forma que o temos para os tempos que correm está obsoleto, face ás necessidades diferentes que as crianças do novo mundo precisam. (...)»
«(...) trazer a arte ao nível das disciplinas mais importantes...a criatividade com um bem essencial para um futuro mais feliz, aprender a cultivar, aprender sobretudo a olhar, a ser...mas não são eles connosco, somos nós com eles!!» Graça Paz Homeschooling


Boa semana minha gente!

+ oliveiras

5 novas oliveiras povoam a minha quinta. Fazem companhia às 3 que já lá estavam e assim iniciamos a plantação do nosso olival.
Para já foram duas galegas (mais para azeite) e 3 picual (mais para curtir).

imagem retirada daqui

Chapa Azul - Crowdfunding

Desta vez, um outro projecto, que também envolve um veículo de 4 rodas.
É português, e é de uma grande, grande amiga.



«Trata-se de uma unidade móvel de produção, onde se pretende envolver pessoas a participar na magia das técnicas de impressão. Nesse sentido, este projeto pretende equipar uma carrinha com equipamentos e materiais específicos de impressão, nomeadamente uma prensa portátil, móveis adaptados, para além de tintas e todo o e equipamento e material de desgaste necessários para a prática das técnicas.»

Crowdfunding a decorrer aqui!

Mais sobre o projecto no site:  Chapa Azul
No facebook: Chapa Azul


semana - desafio

Semana com dias de chuva, dias de sol, dias de sol e chuva...
Óptima altura (!) para o trabalhado passar dos canteiros para a construção de um muro (de um futuro jardim): granito, pedra de rio e seixo. 
Luvas com terra, luvas na água para lavar as pedras, mãos molhadas no frio, luvas com cimento. Dores de garganta. Muro que desmorona aqui, ou ora que salta uma pedrita acolá.
O projecto que não é mais projecto. Agora é improviso. Mas lentamente, toma a sua forma e até é capaz de ficar "giro" (?). Logo que esteja acabado mostro foto.

a horta (continuação)


Desta vez foram para a terra: couve roxa, alface roxa, cebola, alho francês couve coração de boi e brócolos. Ainda temos muitas sementes à espera de ir para alfobres ou directamente para a terra... Quem dera poder passar lá mais tempo.
Bom fim-de-semana!



horta de inverno - o início

Hoje foi dia de "brincar" no nosso terreno (uffa!)... estava com saudades e ansiosa por por começar a preparar a horta de inverno. Quanto à horta do verão, restam algumas cherovias que continuam a dar semente e os morangueiros continuam a produzir morangos e a crescer e multiplicar, pelo que em breve terei de aumentar os espaço.

Hoje fizemos este bocadinho, plantamos: couve lombarda, uma espécie de grelos de nabo (não me lembro que nome deu a senhora que mos vendeu), e alface. Semeamos na terra: salsa, ervilhas e nabos. Semeamos em alfobre: cebola branca e brócolos.
Para a semana haverá mais coisas para plantar, e mais terra para cavar.








/// Hedgespoken ///



Sigo o blogue da Rima há muitos anos. Primeiro apaixonei-me pelos seus desenhos, as pinturas, as histórias, a viagem, em seguida os Moors.

A Rima e o Tom têm um sonho... e estão a fazer um crowdfunding para o por a "andar sobre rodas". E sendo assim, aqui fica a minha partilha para que a voz deles chegue mais, e mais longe.

A página da campanha: Hedgespoken crowdfunding campaign
Para mais informações acerca do projecto, leiam por favor aqui.
O blogue do projecto aqui.

E, palavras para quê?... Deixem-se encantar por este video e esperem para ver a explicação contada pelos próprios no final.


I follow Rima's blog for years. First I fell in love for her drawings, paintings, stories, travels, and then the Moors. 
Rima and Tom have a dream ... and are doing a crowdfunding in order to put it "on wheels". And thus, here is my share so their voice reach more and more people. 
For more information about the project, please read here
The blog here
And words for what? ... Let yourself be enchanted by this video and wait to the end to listen all be explained by themselves.

ao trabalho!

Nem todos os dias são fáceis... mas de uma forma geral, sinto-me privilegiada por poder trabalhar ao ar-livre, por todos os dias serem diferentes, por não ter de passar o dia fechada num gabinete, por gostar do que faço, embora goste de muitas outras coisas...
Sei que não farei isto sempre, mas pelo menos por agora, sinto que... i am contented!








Urze - Ericaceae Calluna

Também conhecida por torga.
Sempre adorei esta névoa púrpura que nasce espontânea nas nossas serras por esta altura do ano. Mais uma planta a preservar no nosso bocadinho de terra.





os frutos

...que bom é colher os frutos da terra do arco-íris...

Pêssego de Setembro - pequeno de polpa branca... hiper-docinho (yummy!). Maçã bravo-esmolfe, tanta que dá para nós, para os pássaros, para a família, e para fazer tartes para os amigos! Nozes... poucas, mas boas! Uva para o vinho e uva de mesa deliciosa. As castanhas ainda envergonhadas começam a aparecer. Os tomateiros ainda nos dão tomate-chucha para a salada.

Mal posso esperar por começar a preparar a nova horta!





regresso

Regresso ás aulas, ao trabalho, à rotina semanal.
O Si, não queria muito largar as férias... a preguiça boa das manhãs, os desenhos animados na TV, as brincadeiras com o irmão, etc... Mas lá foi, no primeiro dia, entusiasmado por rever os colegas e a professora.
A readaptação do pequeno ju foi mais complicada, apesar de estar no mesmo infantário, a educadora mudou, a sala mudou, e ainda choraminga de manhã quando me despeço e o deixo, de corações partidos - o meu e o dele - no colinho da educadora. Vale-me saber que ele fica bem, são só os primeiros minutos e passa (normalmente fico escondida a ver quando passa!). E sei que passa o dia bem disposto e está normalmente alegre quando o vou buscar à tarde. Felizmente, sei que posso confiar nas pessoas com quem o deixo, sei que são atentas e carinhosas e que deixo o meu filho bem entregue.
Eu, volto ás minhas flores, aos canteiros, às ervas daninha, às listas de plantas para comprar, transplantar, ao planeamento de novos espaços e melhoramento de outros. Quando aos 17 anos - estava a tirar um curso de cerâmica numa escola de artes - disse aos meus colegas que queria ser jardineira, riram-se, e eu estava longe de acreditar que realmente, um dia a vida me levaria a isso mesmo.


  

o final do verão (post atrasado)

Férias.
Com a caravana atestada de comida, roupa, brinquedos, dois adultos e 3 crianças (duas nossas e uma emprestada), em poucos dias percorremos alguns quilómetros: Seia - Porto - Quiaios - Pedrogão Grande - Figueiró dos Vinhos - Lousã - Porto - Seia. Fizemos rio e praia e as delicias dos miúdos, que vieram frescos e renovados para o grande inicio da época escolar. Aniversário pelo meio - o meu - e é assim que já cá cantam 32.











Volta a casa e portátil..."cabum" (!) Inevitavelmente, morreu de velhinho e das incontáveis mazelas físicas e "tecnológicas". Por sua vez, o nosso computador desktop já estava doente à um mês e não tivemos outro remédio senão levá-lo finalmente para formatar, substituir ventoinha, actualizar software (RIP Windows xp!). Resumo: 3 semanas sem internet... e que bem que soube desintoxicar!