6a feira temos arte (I)

Em vez de uma música, hoje partilho algo me encantou e com a qual sugiro que se deixem encantar também. Absolutamente maravilhoso!

Zev é um menino de 14 anos, dotado de uma grande sensibilidade e talento para fotografia.

Aqui o seu trabalho.


Casas Naturais (II) - Planear a casa

Planear a casa.
É neste ponto que estamos.
Escolher a técnica: Será talvez um misto de técnica tradicional (mas com o mínimo de recurso a cimentos e tijolo, ou bloco de cimento) com uma técnica de construção natural, pois queremos que seja o mais natural, ecológico e económico possível.

O que já existe: Uma pequena casa de dois pisos com cerca de 25 metros quadrados (x 2 pisos) em pedra (granito) que queremos obviamente manter, e aumentar. A maioria das telhas estão em bom estado, apenas temos de substituir uma ou outra partida, mas não existe forro, vamos por isso remover o telhado, fazer forro e isolamento e colocar telha novamente. Aumentar a janela e um pouco a altura da porta. O chão que divide os dois pisos é cimento e tijolo. Ficaria dispendioso partir tudo para colocar madeira, por isso vamos manter, abrindo apenas o espaço para as escadas de ligação dos dois pisos. Construir as escadas - madeira (provavelmente).




Ainda não sabemos bem como fazer o aumento. Para o lado, para a frente, para trás...? Qual  qual a técnica de construção que vamos usar: superabobe, earthbags, fardos de palha, um misto de várias...? pfff.... A coisa tem de ser bem estudada. Uma aventura! Aqui vamos nós!

Porquê construir natural?  Aqui um post acerca.


Construção: Superadobe


Construção: fardos de palha


Construção: Cob


músicas às 6as (IV)

PRESIDENTS OF THE USA

A banda sonora dos fins-de-semana... porque é isto que anda a rodar no carro do Papá Jo nos últimos tempos!

Bom-fim-semana!



("Música às sextas" é uma iniciativa lançada pelo blog Under the Lemon Tree.)



Na quinta - On the farm

Este é um post atrasado. 
Não o publiquei antes por falta de fotografias ilustrativas do encontro, mas que felizmente ficou retratado pela Alice e as mesmas estão agora também num maravilhoso post sobre "Amizade e Portugal" e  o que isso significa para ela e sua filha, sendo viajantes.

This is a late post. Didn`t publish before for lack of illustrative photographs of the meeting, but fortunately was portraied by Alice and that are also now on a wonderful post about "Friendship and Portugal" and what does it means to her and her daughter as travellers.


Tivemos o prazer de receber na nossa nova quinta os primeiros visitantes para um pic-nic.
Foi também a primeira vez que passamos lá mais que um par de horas...E soube maravilhosamente bem!
Senti-me em casa e fortemente ligada a este lugar que tivemos a sorte de encontrar, tão inesperadamente, e que sem hesitar, misturámos na nossa vida.

We had the pleasure of receiving on our new farm, our first guests for a pic-nic.
It was also the first time we spend time there - at least more than a pair of hours. 
And it did felt so good. I felt at home and strongly connected with this place that we were so lucky to find, so unexpectedly, and without hesitation, we mixed in our life.


As crianças divertiram-se a valer com a água do tanque enquanto nós falamos sobre sonhos, e vida...

Children enjoyed theselfs in the watertank while we chat about dreams and life...

Obrigada amigos, e amigos.


Fotos by Alice Griffin



Vieiro

O último habitante morreu à 40 anos, segundo nos disseram. Esta aldeia - Vieiro - de imponentes casas de granito ficou deserta desde então.
Há alguns anos todas as casas foram compradas por um empresário de Oliveira do Hospital com o intuito de aí instalar um empreendimento turístico. Entretanto... num dos muitos incêndios que desolaram toda a área, a aldeia ardeu.
Passamos na estrada abaixo há cerca de um mês e as giestas e silvas impediam a passagem e escondiam o aglomerado. Felizmente, para prevenir incêndios, desmataram da área há 2 ou 3 semanas e no último domingo, subindo o morro, encontra-mo-la assim.
E que maravilhosa e cheia de história ela é.




















Mais fotos aqui.


Muito próximo fica o Castro do Vieiro... que vai ficar para outro passeio.


«Situado junto à Póvoa de S. Cosme na margem esquerda do Rio Mondego e com relevância e importância histórica e arqueológica está o «Monte do Crasto» ou «Castro do Vieiro», cuja origem se situa entre o período Neolítico e a Idade Média. Fortificação grosseira mas eficaz, constituída pelo topo aplanado de um cabeço formado por um afloramento de quartzo branco e rosa. Podem observar-se restos de duas linhas de muralhas, muros de pouca espessura, sendo o recinto do castro de forma oval.
A Penha do Vieiro é, quanto a património natural, um local de significativa importância. Trata-se de um afloramento de pedras de quartzo a 344 m de altitude, que com a erosão dos tempos formou uma espécie de galeria natural conhecida pela Sala do Bufo e que se assume como um belíssimo miradouro sobre o Vale do Mondego, avistando-se, ao fundo, um lindíssimo lençol de água no ziguezaguear do Rio. 
(daqui)



E ainda, sobre outra aldeia quase deserta nas proximidades desta:


Foto de  mamanxuxudidi




música às 6as (III)


«Galandum Galundaina é um grupo de música tradicional mirandesa criado com o objectivo de recolher, investigar e divulgar o património musical, as danças e a língua das terras de Miranda.»
galandum.co.pt


("Música às sextas" é uma iniciativa lançada pelo blog Under the Lemon Tree.)

Quintas de outrora (I)

Quando o Homem abandona, e a natureza toma conta de novo...







«A natural landscape is a place under the current control of natural forces and free of the control of people for an extended period of time.»
(via wikipedia)

♥ celebrar ♥



Estamos juntos já lá vão quase 13 anos.
Às vezes (raramente, mas...) falamos em casar, embora não seja uma prioridade...
Não seria para oficializar "a coisa" - que para nós está mais que oficializada - mas por vontade de celebrar a nossa união e a família que já criamos e partilhar essa celebração com as poucas pessoas que são realmente importantes para nós.
E, a fazê-lo (de preferência antes que eu seja muito velha), não me importava que fosse algo deste género.

Ai, Maio, Maio...!

(suspiro)















Adorei o site e recomendo às meninas casadoiras (ou não)!

musica às 6as (II)


Mark Lanegan e Isobel Campbell. Um duo que muito aprecio, desde há vários anos.
Felizmente não se cansam um do outro. E eu não me canso de os ouvir. 

Este vídeo, foi feito no contexto dos "Sleepover Shows" uma ideia original de um casal de Boston e que vale a pena seguir:

«Sleepover Shows are three song sets of acoustic or stripped down versions performed by bands that we love as they make their way through Boston. Though it started as something we did when bands needed a place to crash on the night of their shows, we now mostly film the sessions before or after a show and let the bands find their own ways home (though the offer still stands).
Basically, we try to use our spaces as creatively as we can.  We’ve filmed in the back seats of cars, on top of playground equipment, in doorways and alleys, in bathtubs and stairwells.  We try our best to get the bands to take their music outside of the confines of the studio and have some fun.
And that’s the point: to capture some great music that maybe isn’t always as polished, but shows these artists having a good time doing what they love. (...)»


"Música às sextas" é uma iniciativa lançada pelo blog Under the Lemon Tree.


Bom fim-de-semana!

As chaves

Esta manhã fomos, eu e bebé, buscar as chaves das portas da nossa nova quinta.

:)




casas naturais

Vou começar a planear aquele que será o nosso lar, e quero ver, ver, ver...
Não me canso de ver e armazenar imagens de casas naturais, dos mais diversos materiais. Interiores suaves, ecológicos, artísticos, pessoais....
Tudo quanto me inspire e me transporte.
Difícil é a escolha para partilhar aqui alguns maravilhosos interiores que se têm cruzado comigo na internet.
Hoje fico-me com a escolha de algumas salas de estar.
(Já não sei a fonte original de todas, mas serão a maioria daqui: naturalhomes ou thiscobhouse.