12.20.2013

...no alto da montanha...

....pertinho lá do céu...
...bem, não tão pertinho assim, apenas 344 metros de altitude! Mas a vista é deslumbrante!... Nela, cristais de quartzo brotam das rochas...Deixo-me perder na sensação de estar a "por o pé" na História, sentindo nessa imensidão o que sentiriam os povos da antiguidade que por aqui andaram e que daqui fizeram as suas muralhas contra invasores. Pois, entre o Neolítico e a Idade média foi fortaleza natural.












De um sitio especial do qual falei aqui. E disse que o visitaria.
Subimos lá por estes dias.

«Situado junto à Póvoa de S. Cosme na margem esquerda do Rio Mondego e com relevância e importância histórica e arqueológica está o «Monte do Crasto» ou «Castro do Vieiro», cuja origem se situa entre o período Neolítico e a Idade Média. Fortificação grosseira mas eficaz, constituída pelo topo aplanado de um cabeço formado por um afloramento de quartzo branco e rosa. Podem observar-se restos de duas linhas de muralhas, muros de pouca espessura, sendo o recinto do castro de forma oval.
A Penha do Vieiro é, quanto a património natural, um local de significativa importância. Trata-se de um afloramento depedras de quartzo a 344 m de altitude, que com a erosão dos tempos formou uma espécie de galeria natural conhecida pela Sala do Bufo e que se assume como um belíssimo miradouro sobre o Vale do Mondego, avistando-se, ao fundo, um lindíssimo lençol de água no ziguezaguear do Rio. 
(daqui)

9.29.2013

...Entre outras coisas... escolhas...


Os dias têm sido corridos. Mudanças de rotinas e muito trabalho.

Mimão na escola: tudo ok. Ele adora a escola, os colegas, a professora e tem-se mostrado muito entusiasmado com as novas aprendizagens. A mãe adora a escola, pequena, ambiente familiar, óptimas instalações. E sinto o meu pequeno feliz e cuidado, e isso é suficiente, conforta-me.
Julu começou também aos pouquinhos a fazer integração no infantário, 3/4 dias por semana, das 9 e meia às 15 e meia. Custa... sinto-me ainda muito reticente neste campo, muito insegura e com algum sentimento de culpa...

Comecei a trabalhar novamente 3 dias por semana nos jardins: Planear (como já fazia antes a partir de casa durante a gravidez e primeiros meses após) e agora também a cuidar, no terreno. Sendo esse o motivo que me levou a decidir-me por esta separação forçada por algumas horas por dia.


Prepara-mo-nos para fazer vindimas e vinho esta semana. A primeira experiência... vamos ver como corre! Espero ter relatos e fotos nos próximos dias!

Um bom domingo e... vamos lá a votos?

«Tomem partidos. A neutralidade ajuda o opressor, nunca a vitima, O silencio encoraja o atormentador e nunca o atormentado!»

Elie Wiesel

9.22.2013

casa varrida

A casinha da quinta está "limpa".
Tralhas lá fora. Tudo varrido.
Espreitem lá o 1º piso.









9.15.2013

os últimos das férias


Amanhã o Si inicia a vida escolar, propriamente dita.

Não consigo esconder que tenho "borboletas no estômago", como se o primeiro dia de aulas fosse meu. É um nó que penso só conseguir desatar depois do dia de amanhã (espero) com a certeza de que tudo correrá bem.
Pelo menos os coleguinhas serão quase todos os mesmo do jardim-escola.
A professora que já conheci na reunião, pareceu-me ter boa energia... "penso que" gostei da senhora!
A escola é... sem dúvida um novo mundo! Pelo tamanho, pela quantidade de gente, pela hora da refeição - diferente pela já grande autonomia que exige (com tabuleiros de louça a serem carregados refeitório fora pelos piolhos de apenas 6 anos!)...

Enfim!... Ando cá com este bicharoco/monstro de 1001 cabeças... que são com certeza só mesmo coisas de mãe. Isto é novidade para mim também.
Ele???
Está porreiro da vida! Nem ansioso, nem receoso!
Pudesse isso acalmar-me a mim, que tenho estado assim com tudo isto e mais alguma coisa.
(Ainda tenho esperança de conseguir não chorar amanhã!)

...

Nos últimos dias fizemos coisas cá em casa, finalmente! Não, ainda não está tudo no seu devido lugar, mas, o essencial ficou feito. Mudamos o quarto do Si, para outra divisão mais espaçosa no andar de baixo. Isto tem um grande "contra" que é o de ficar mais longe de nós durante a noite (que temos o quarto no andar de cima), mas tem o grande "Pró" de ser realmente mais espaçoso, e pudemos assim preparar o seu cantinho de trabalho e espaço de brincadeira que pode ser partilhado mais facilmente com o maninho julu, que facilmnte circula por aqui no andar de baixo e raramente, pelo andar de cima. Essa divisão era a minha "sala de trabalho", onde imperava a confusão... Toda a tralha está agora amontoada no antigo quarto de Si, e espera por dias de paciência para a devida organização.

...

Hoje o dia foi para aproveitar o derradeiro dia des férias do pequeno.
Tarde passada no maravilhoso Vale do Rossim. Aqui tão perto. Com direito a passeio na serra, escalada nas rochas...